segunda-feira, 8 de novembro de 2010

MULHER

                                     imagem - teresita.blog.pessoal.com


        "Na tela uma Arte
                    No corpo a Geografia
                           Na vida... História


                      Vã filosofia
                              Mera Psicologia
                                   Talvez, psicografia


                                   No estudo da alma:
                                          Interdisciplinar
                                                 É o teu ser...
                                                           MULHER".    

Poema criado  a partir de um comentário feito num post
no blog -  Diálogos poéticos (Ianê Melo) 

                                                 Jairo Cerqueira                                                                                                                              

9 comentários:

Bípede Falante disse...

que definição de mulher! :)
bj.

Sussuros e devaneios disse...

Perfeita comparação!!
Conhece bem o currículo que acompanha a obra!!!
Bjus!!

Jairo Cerqueira disse...

Valeu, Bípede. Grato sempre, pela presença e pelo seu valioso comentário.
Bjs.

Jairo Cerqueira disse...

Nem tanto, Bia. rsrsrs
Bjs!!!

Lou Albergaria disse...

Acho que conheço esse poema... ah, se conheço!!!

A mulher é mesmo um labirinto incongruente e enigmático. Quanto mais nos vasculhamos, mais ampliamos as infinitas possiblidades de interpretação e compreensão de nós mesmas.

Felizardos são os virtuosos cavalheiros que com sua imensa sensibilidade e afeto conseguem alcançar nossa verdadeira essência.
E estes são muito bem recompensados com a entrega de nossa alma feminina.

Saudades de vir aqui ler seus maravilhosos textos! Vi que mudou todo o layout do blog. Ficou lindo!

Amei tudo por aqui e sobretudo sua alma que está em cada canto desse espaço tão rico em arte e amizade!

Tenha uma linda quinta!!!


BEIJO GRANDE!!!

Lu

Juscelino Mendes disse...

Poema maravilhoso! Combina bem com minha frase: "A mulher é plural em sua singularidade".

Abração conterrâneo poeta!

Ianê Mello disse...

Amigo,

cheguei a me arrepiar...
nem me falou nada?

Vou correr nos diálogos para ver.

Lindo poema.

Bjs.

Ianê Mello disse...

Ah, mas vai ficar difícil de achar, me dá uma dica... tipo o link...rsrsrs

Anna Amorim disse...

Bela e interessante composição.

Convido a ler o poema que inaugurou meu Blog PALAVRA DE MULHER (ver em marcadores/poesias). Retrata a mulher e sua forma de amar em diferentes épocas-tempo-memórias.

Amando teus trabalho...
Te sigo!

Forte abraço,